Cartão de crédito novucard

logo novucard 4

Tarifa de transação internacional

Avatar photo

O que é tarifa de transação internacional?

A tarifa de transação internacional é uma taxa cobrada por bancos e outras instituições financeiras em diversas operações que envolvem a transferência de dinheiro entre países diferentes.

Essa taxa se aplica a transações como transferências bancárias, pagamentos com cartões de débito e crédito, câmbio de moeda estrangeira e outras operações financeiras internacionais, como investimentos, remessas, entre outras.

Por que a tarifa de transação internacional existe?

As tarifas de transação internacional existem por diversos motivos, que podem ser divididos em três categorias principais:

1) Custos operacionais

  • Processamento: As transações internacionais envolvem diversos processos e sistemas, como conversão de moeda, comunicação internacional entre bancos e verificação de segurança, gerando custos para as instituições financeiras.
  • Risco: O valor das moedas pode flutuar constantemente, o que gera um risco para as instituições financeiras que realizam esses serviços. As tarifas cambiais geralmente são usadas para compensar esse risco.
  • Regulamentação: As instituições financeiras precisam seguir diversas leis e regulamentações para realizar transações internacionais, o que pode gerar custos adicionais que são repassados aos clientes por meio das tarifas.

2) Impostos e taxas governamentais

  • Imposto sobre Operações Financeiras (IOF): Em linguagem simples, o IOF é um imposto federal que varia de acordo com o valor e tipo de transação. O governo brasileiro cobra IOF sobre diversas operações financeiras, inclusive transações internacionais.
  • Taxas de câmbio: As taxas de câmbio utilizadas para converter moedas estrangeiras em reais podem incluir taxas adicionais cobradas pelos bancos ou instituições financeiras.

3) Lucro das instituições financeiras

Por último, as tarifas também podem ser utilizadas pelas instituições financeiras como forma de gerar lucro. 

Além disso, essas taxas costumam variar conforme o banco ou instituição financeira, sendo geralmente mais altas para transações que envolvem moedas menos comuns ou países com maior risco cambial.

Quais são os tipos de tarifa de transação internacional?

Antes de fazer sua viagem ou movimentação financeira internacional, é importante ter em mente que as tarifas podem ser significativas e aumentar seus gastos de forma inesperada.

Nesse contexto, considere que você pode encontrar diversos tipos de tarifas, como:

  • IOF: Como você já sabe, essa tarifa se refere a um imposto do governo brasileiro para diversos tipos de transações, inclusive as internacionais. 

Nesse caso, lembre-se de que esse imposto possui alíquotas variáveis conforme o tipo da transação. Confira:

  • Compras em sites internacionais: 6,38%.
  • Saques em caixas eletrônicos no exterior: 0,38%.
  • Transferências internacionais: Varia de acordo com o valor da transação e o tipo de destinatário.
  • Spread bancário: Esta tarifa refere-se à diferença entre a taxa de câmbio de compra e venda de moedas estrangeiras.


Nesse contexto, o spread varia de acordo com a moeda estrangeira, o banco ou instituição financeira e o momento da transação.

Por exemplo, você compra 1 dólar americano por R$5,20. Depois, você vende este mesmo dólar por R$5. O spread nesse caso é de R$0,20.

  • Taxas bancárias específicas: Cada instituição bancária possui suas próprias taxas de processamento de transações nacionais e internacionais, que variam de moeda a moeda.

Por exemplo, em um banco fictício que segue essa lógica, as tarifas são:

  • Taxa de envio de transferência internacional: R$ 10,00.
  • Taxa de saque em caixa eletrônico no exterior: R$ 6,00.
  • Taxa de conversão de moeda estrangeira: 2%.

Como evitar o impacto da tarifa de transação internacional?

As tarifas de transação internacional podem encarecer suas compras, viagens e investimentos internacionais.

Felizmente, existem algumas medidas que você pode tomar para reduzir o impacto dessas tarifas:

Compare as tarifas

Pesquise e compare as tarifas cobradas por diferentes bancos e instituições financeiras e verifique quais as taxas para o tipo de transação que você deseja realizar. 

Exemplo:

  • O Banco A cobra IOF de 6,38% para compras em sites internacionais, spread de 2% e taxa bancária de R$ 10,00.
  • O Banco B cobra IOF de 6,38%, spread de 1% e taxa bancária de R$ 5,00.

Nesse caso, o Banco B oferece tarifas mais vantajosas.

Planeje com antecedência

Evite realizar transações em momentos de alta flutuação cambial, quando o spread pode ser maior. 

Além disso, considere fazer compras em sites internacionais que oferecem frete grátis ou preços competitivos. Lembre-se de que, quando se trata de moedas estrangeiras, cada centavo faz a diferença! 

Exemplos

  • Comprar um produto em um site internacional durante uma liquidação pode reduzir o impacto do IOF.
  • Sacar dinheiro em um caixa eletrônico do banco em que você tem conta no exterior pode evitar taxas adicionais.

Faça transações com taxas menores

Opte por cartões de crédito ou débito internacionais que não cobrem tarifas de transação. Além disso, escolha transferências internacionais online, pois essas geralmente têm tarifas mais baixas do que transferências bancárias tradicionais.

Exemplo:

  • Cartão de crédito internacional sem tarifa de transação: 6,38% de IOF.
  • Transferência internacional online: 1% de IOF e taxa bancária de R$ 2,00.

Nesse caso, a transferência internacional online seria a opção mais vantajosa.

Desenvolvido por: Bulki e WPTotal