Cartão de crédito novucard

Phishing

Phishing é uma forma de cibercrime que envolve a tentativa de obter informações pessoais, como senhas, números de cartões de crédito, informações bancárias e outras informações confidenciais, ao se passar por uma entidade confiável em comunicações eletrônicas, como e-mails, mensagens instantâneas, SMS ou até mesmo chamadas telefônicas.

Os golpistas que realizam o phishing geralmente se fazem passar por empresas ou organizações legítimas, como bancos, empresas de comércio eletrônico, provedores de serviços, redes sociais ou até mesmo colegas de trabalho.

Eles criam mensagens convincentes que induzem as vítimas a acreditar que a comunicação é legítima e, assim, persuadem as pessoas a fornecerem suas informações pessoais.

Existem várias técnicas de phishing, como:

  • E-mails falsos: Os golpistas enviam e-mails que se assemelham aos enviados por empresas conhecidas, solicitando que a vítima clique em um link suspeito e forneça suas credenciais.
  • Páginas de login falsas: Os atacantes criam páginas web falsas que se parecem exatamente com as páginas de login de sites conhecidos, com o objetivo de roubar as informações de login dos usuários.
  • Spear phishing: Nesta técnica, os golpistas personalizam os ataques para parecer que estão dirigidos a um indivíduo específico ou a um grupo pequeno de pessoas, aumentando a probabilidade de sucesso.
  • Smishing: Similar ao phishing, mas em vez de e-mails, os atacantes usam mensagens de texto (SMS) para enganar as vítimas.
  • Vishing: Os golpistas usam chamadas telefônicas para se passarem por instituições legítimas e solicitarem informações confidenciais ou até mesmo instruir as vítimas a realizar ações prejudiciais, como transferir dinheiro para contas fraudulentas.
  • Pharming: envolve redirecionar os usuários para sites fraudulentos para coletar informações sensíveis.

Os ataques de phishing são prejudiciais, pois podem levar ao roubo de identidade, acesso não autorizado a contas bancárias e outras informações financeiras, bem como à disseminação de malware e ransomware.

É importante que as pessoas estejam cientes desse tipo de ameaça e adotem medidas preventivas, como verificar cuidadosamente as fontes de comunicação, não clicar em links suspeitos e não fornecer informações confidenciais em resposta a mensagens não solicitadas.