Cartão de crédito novucard

Planejamento financeiro empresarial: Por que sua empresa precisa de um?

Avatar photo
Planejamento financeiro empresarial: Por que sua empresa precisa de um?

Se preparar financeiramente permite que sua empresa esteja pronta para enfrentar os desafios do mercado.

O planejamento financeiro é essencial para a sobrevivência de qualquer empresa no mercado, que tem se tornado cada vez mais competitivo e dinâmico. Saber gerenciar o dinheiro da sua empresa pode garantir a sustentabilidade dos negócios, mesmo em momentos de crise.

Quando bem elaborada, essa organização proporciona uma visão clara das finanças, permite identificar oportunidades de investimento e contribui para a redução de riscos.

Neste artigo, vamos te mostrar os passos necessários para criar o planejamento financeiro ideal para sua empresa.

O que é planejamento financeiro empresarial?

O planejamento financeiro empresarial é um processo que envolve a análise da situação financeira atual da empresa, a definição de metas e objetivos, e a elaboração de estratégias para alcançá-los.

Apesar de ser fundamental para qualquer negócio, essa ferramenta é especialmente importante para as Micro e Pequenas Empresas (MPEs), pois auxilia na tomada de decisões estratégicas que garantem a sobrevivência de negócios com recursos limitados.

Em conjunto com estratégias de controle financeiro, planejar as finanças possibilita a organização dos gastos, despesas e investimentos do seu negócio. 

Além disso, o processo deve ser feito de forma regular, com atualizações periódicas, garantindo que o plano esteja sempre alinhado com a realidade da empresa e com as mudanças do mercado.

Por que é importante fazer um planejamento financeiro empresarial?

A organização financeira é o combustível das atividades operacionais e impacta todas as áreas do negócio.

Um microempreendedor que planeja pode atrair sócios ou investidores, obter melhores linhas de crédito e crescer de forma sustentável.

Veja algumas aplicações do planejamento financeiro no dia a dia de um empreendedor:

  • Um motorista de aplicativo pode usar o planejamento financeiro para estimar quanto ele precisa economizar para comprar ou alugar um carro novo.
  • Já para um vendedor ambulante, este controle pode ajudar a identificar quais produtos ou serviços são mais rentáveis, considerando fatores como preço, demanda e margem de lucro.

Você percebe como o planejamento financeiro é versátil e pode ser adaptado às necessidades específicas de cada negócio?

Essa ferramenta capacita e ajuda a enfrentar os desafios do mercado com maior resiliência e perspectiva de sucesso.

A realidade financeira dos microempreendedores brasileiros

Segundo um estudo do Sebrae, as Micro e Pequenas Empresas contribuem com aproximadamente 27% do PIB do país. No entanto, muitas delas enfrentam um obstáculo em comum: a falta de um planejamento financeiro adequado.

Um dos maiores desafios para micro e pequenos empreendedores é separar as finanças pessoais das empresariais. Isso é especialmente comum em períodos de incerteza econômica, quando os empreendedores tendem a priorizar o curto prazo em vez do longo prazo. 

A falta de planejamento pode causar desafios na organização das finanças e no controle de recursos.

Ao investir tempo e recursos para planejar as finanças dos seus negócios, você o posiciona de maneira mais competitiva e constrói seu futuro.

4 passos para criar o planejamento da sua empresa

Segundo Lawrence J. Gitman, autor do livro Princípios de Administração Financeira (2010, p. 105) e Professor Emérito da San Diego State University, o planejamento financeiro é um aspecto importante das operações das empresas porque fornece um mapa para orientar, coordenar e controlar as ações que a empresa fará para atingir seus objetivos.

Pensando nisso, confira os 4 passos essenciais para criar o planejamento da sua empresa ainda hoje:

Faça uma análise de despesas e receitas atuais

Para uma gestão financeira eficaz, comece fazendo uma análise de despesas e receitas do momento atual da empresa.

Para isso, registre todas as entradas e saídas de caixa. Em outras palavras, organize-se e mantenha um registro detalhado de todas as suas transações financeiras.

Após um período determinado, você terá todos os dados necessários para entender os padrões financeiros do seu negócio.

Crie um acompanhamento de entradas e saídas financeiras

Fazer o acompanhamento das entradas e saídas da empresa permite que você visualize sua liquidez, os momentos de maior e menor fluxo, e identificar oportunidades de melhoria.

Para isso, é importante estabelecer um controle personalizado de fluxo de caixa, que pode ser feito em uma planilha ou num caderno de anotações. Esse hábito irá tornar o processo de análise da saúde financeira da empresa muito mais simples e preciso.

Com um controle de fluxo de caixa, é possível identificar onde reduzir custos desnecessários, tomar melhores decisões financeiras e calcular a necessidade de capital de giro dos negócios.

Defina metas alcançáveis para impulsionar seu negócio

Com os dados obtidos nos dois últimos passos, é hora de definir os objetivos para o curto, médio e longo prazo.

Para isso, é importante ser realista e tomar decisões baseadas em dados. Isso ajudará a evitar frustrações, gastos desnecessários e desperdício de recursos.

Ao definir as metas, é importante responder às seguintes perguntas:

  • Onde você quer chegar?
  • O que você precisa fazer para chegar lá?
  • E o que fará depois?

Para garantir o sucesso do planejamento, é fundamental definir o lucro esperado e o prazo para atingir os objetivos. Essas informações devem orientar a tomada de decisões e a execução das ações.

Monitore os preços cobrados pelos produtos ou serviços que oferece

Monitore os preços dos seus produtos ou serviços com frequência. Isso garante que você esteja cobrando o valor justo pelo seu produto ou serviço.

Ao monitorar os preços, você deve considerar os seguintes fatores:

  • Matéria-prima: Os preços das matérias-primas podem variar ao longo do tempo, afetando o custo de produção do seu produto ou serviço. Acompanhar esses preços é essencial para garantir que você esteja cobrando o suficiente para cobrir suas despesas e obter lucro.
  • Gastos fixos e variáveis: Além dos custos diretos de produção, é importante considerar também os gastos fixos e variáveis da empresa. Por serem muito dinâmicos, acompanhá-los regularmente ajuda a evitar erros de projeção ou orçamento.
  • Concorrentes: Manter a empresa competitiva no mercado é essencial para a longevidade dos negócios. Acompanhar seus concorrentes pode garantir que seus preços estejam alinhados à realidade do mercado, que você não esteja perdendo vendas para outras empresas e possa identificar novas oportunidades de negócio.

Ao considerar todos esses fatores, você poderá tomar decisões mais informadas sobre a precificação dos seus produtos ou serviços e definir uma tabela que maximize seu lucro enquanto atende às necessidades dos seus clientes.

Pessoas analisando documentos em uma mesa de escritório

Gestão financeira empresarial eficiente: Plano aplicado no dia a dia

A criação de um planejamento financeiro de uma empresa é um processo que requer tempo, recursos e análise de dados. Embora possa parecer desafiador no início, os benefícios vão além da simples organização financeira. 

A simplificação dos processos e a otimização da relação com o dinheiro são apenas alguns dos benefícios que você pode obter, proporcionando uma base sólida para o crescimento empresarial.

Além disso, é importante lembrar que as finanças de uma empresa são um componente vivo e dinâmico.

Isso significa que qualquer planejamento deve ser atualizado regularmente para se adequar às mudanças internas e externas de mercado, assim como às variações sazonais.

Lidando com a sazonalidade: como ser lucrativo o ano todo

A sazonalidade é um fenômeno comum em muitos modelos de negócio. Ela ocorre quando as vendas são influenciadas por fatores externos, como clima, feriados ou eventos especiais. 

Portanto, é importante entender como esses períodos afetam sua empresa para tomar medidas que evitem seus efeitos negativos. 

A flexibilidade e a capacidade de ajuste do plano financeiro asseguram sua relevância contínua e sua eficácia no alcance das metas financeiras da empresa.

Aqui estão algumas dicas para ajudar você a lidar com a sazonalidade no seu negócio:

Identifique os períodos sazonais

O primeiro passo é identificar os períodos sazonais do mercado em que sua empresa está inserida.

  • Feriados ou finais de semana interferem em seu fluxo de vendas?
  • A estação do ano é um fator a ser considerado?
  • Existem outros eventos específicos que podem afetar sua demanda?

Responder a essas perguntas reduz as chances de erros de planejamento.

O fluxo de caixa é uma ferramenta valiosa nesse processo, pois permite analisar o histórico de entradas e saídas financeiras do negócio em diversos períodos.

Acompanhe o estoque de produtos ou demanda de serviços

Manter um controle eficiente do estoque de produtos ou da demanda por serviços ajuda a evitar excessos ou escassez, garantindo uma resposta ágil às variações.

Para ilustrar esse cenário, vamos considerar o exemplo de uma loja de roupas que vende produtos online e offline.

A demanda por roupas pode variar de acordo com a estação do ano, eventos, tendências e outros fatores. Para evitar ficar sem produtos em estoque, a loja pode usar um sistema de gestão de estoque que ajude a controlar as entradas e saídas de produtos.

Esse sistema também pode ajudar a identificar produtos com baixa demanda, para que a loja possa reduzir o estoque desses produtos ou até mesmo descontinuar a venda.

Ao fazer esse acompanhamento  de forma eficiente, a loja consegue evitar prejuízos e garantir que os clientes sempre encontrem o que desejam.

Faça um planejamento prévio para períodos de alta e baixa

Fazer um planejamento prévio para os períodos de alta e baixa demanda ajudará você a garantir que o seu negócio esteja preparado para lidar com os desafios e oportunidades de cada temporada.

Para períodos de alta:

  • Aumente a produção ou contratação de funcionários para atender à demanda.
  • Amplie a seleção de produtos ou serviços para atender a uma demanda mais diversificada.
  • Acompanhe as tendências do mercado e, se aplicável, as utilize para tornar seus produtos e serviços mais atrativos.

Para períodos de baixa:

  • Promova produtos ou serviços sazonais fora do período de alta.
  • Ofereça descontos ou promoções para estimular as vendas.

Invista em ações de marketing para atrair novos clientes.

Extra: 3 ideias para ter um crescimento sustentável

Agora que você possui todas as informações necessárias para começar a criar o planejamento financeiro da sua empresa, separamos três dicas que vão otimizar ainda mais seus resultados e ajudar no alcance dos objetivos do seu negócio.

Diversificação da receita

A diversificação de receitas é uma estratégia que envolve a oferta de uma variedade de produtos ou serviços com o objetivo de atrair mais clientes e aumentar a estabilidade do negócio.

Aqui estão alguns exemplos práticos de como essa técnica pode ser aplicada em dois modelos de negócios distintos:

  • Em um salão de beleza, além dos serviços comuns, como corte, coloração e manicure, a empresa pode oferecer serviços de massagem, estética e venda de produtos de beleza para aumentar a receita e atrair novos clientes.
  • Em uma loja de roupas, a empresa pode oferecer acessórios, calçados e outros produtos relacionados à moda para ampliar o seu público-alvo e aumentar as vendas.

Investir no futuro financeiro da empresa garante o seu crescimento sustentável. Isso pode ser feito de diversas formas, como investindo em marketing para aumentar a geração de leads e vendas, ou em tecnologia para melhorar a produtividade e a eficiência.

Utilização de incentivos e benefícios fiscais para microempreendedores

Os impostos podem ser um desafio para microempreendedores, pois representam uma parcela significativa dos custos do negócio. No entanto, existem benefícios fiscais do governo que podem ajudar a reduzir essa carga.

Conheça algumas das opções disponíveis:

  • O Pronampe oferece linhas de crédito com juros subsidiados para microempreendedores que precisam de capital de giro ou investimento. 
  • O Simples Nacional é um regime tributário simplificado que reduz a carga tributária para microempreendedores que faturam até R$ 4,8 milhões por ano.

Investir para planejar o futuro financeiro da empresa

O investimento é essencial para o crescimento sustentável de qualquer empresa. Ele permite que as empresas expandam seus negócios, inovem e se preparem para o futuro.

No cofrinhü do novücard, por exemplo, o seu dinheiro rende 100% do CDI, o que é quase o dobro da poupança. O saldo depositado no cofrinhü vira Limite cofrinhü, para você gastar como quiser.

Funciona assim: para cada R$1 depositado no cofrinhü, o seu Limite cofrinhü aumenta em R$1, e todo o dinheiro guardado fica rendendo 100% do CDI. Essa é mais uma ferramenta que, quando aliada às finanças do seu negócio, garante um retorno financeiro mais rentável do que o oferecido pelos métodos tradicionais.

Você também pode usar o rendimento do cofrinhü para fazer manutenções preventivas no seu negócio, o que pode evitar gastos inesperados no futuro.

Conclusão

Neste artigo, você adquiriu conhecimentos sobre como iniciar o planejamento financeiro da sua empresa, compreendeu a importância dessa prática para o sucesso de qualquer empreendimento e explorou alguns benefícios específicos que o planejamento financeiro pode proporcionar ao seu negócio.

Lembre-se de que ao tomar decisões mais informadas, você pode reduzir riscos, aumentar a eficiência e gerar mais lucros.

Se você é um empreendedor, não espere mais para investir no planejamento financeiro da sua empresa. Comece hoje mesmo e veja como essa decisão pode transformar o seu negócio.

Avatar photo
Autor

Gabrielle é uma redatora com formação em publicidade e especialista em escrever sobre tecnologia, finanças e estilo de vida.

Desenvolvido por: Bulki e WPTotal