Cartão de crédito novucard

Margem de lucro sem dor de cabeça: O que é e como calcular?

Margem de lucro sem dor de cabeça: O que é e como calcular?

Aprenda a definir e calcular a sua

Margem de lucro é um termo bastante comum, especialmente quando falamos em gestão de empresas. Porém, apesar de importante, muitos empreendedores ainda têm dificuldade na hora de calculá-la. 

Neste artigo, vamos tirar todas as suas dúvidas e provar que a margem de lucro não precisa ser um bicho de sete cabeças.

O que é margem de lucro?

Em termos simples, a margem de lucro é a porcentagem de ganhos que uma empresa obtém de suas vendas, após subtrair os custos e despesas. Ela é importante para determinar o preço adequado dos produtos ou serviços oferecidos.

Considere, por exemplo, um salão de beleza. Cada corte de cabelo gera uma receita, mas para realizar o serviço o salão tem custos: aluguel do espaço, os produtos usados, a energia elétrica, o salário dos funcionários e etc. A margem de lucro é o que sobra depois de pagar todas essas contas.

O mesmo se aplica a um vendedor ambulante. Ele compra seus produtos por um valor, vende por outro e a diferença, depois de descontar os custos como transporte e embalagens, é sua margem de lucro.

O que diz a lei sobre o uso da margem de lucro?

A legislação brasileira não estabelece um limite máximo específico para margem de lucro. 

Porém, se uma empresa vender um produto por um preço significativamente maior ao seu custo de aquisição, o PROCON pode intervir, especialmente se o lucro exceder os 20%.

Quais são as diferenças entre margem bruta e líquida?

Os conceitos de margem de lucro bruta e líquida podem contribuir para que uma empresa, independente do tamanho, possa entender melhor seus lucros e o quanto está gastando para se manter.

A seguir, vamos explicar o papel de cada uma e como você pode fazer o cálculo.

Margem bruta

A margem bruta mostra quanto de cada venda realmente fica com a empresa depois de pagar o que gastou para fazer ou comprar o produto que vendeu, sem contar os impostos.

Ela é calculada da seguinte forma: lucro bruto / receita líquida x 100.

Numa padaria, por exemplo, este cálculo poderia ser feito dessa forma: se um pão é vendido por R$ 5,00 e os custos diretos de produção são R$ 2,00, o lucro bruto é R$ 3,00 por pão, representando uma margem bruta de 60%.

Margem bruta = 3 / 5 x 100% = 60%

Margem líquida

Já a margem líquida indica a parte das vendas que fica com a empresa depois de pagar tudo: custos para fazer ou comprar o produto, impostos, funcionários, aluguel, luz e etc.

A fórmula para calculá-la é: lucro líquido / receita líquida x 100%

Imagine agora uma loja de artesanato. Se um item é vendido por R$ 200,00 e o custo total, incluindo produção, operação e despesas gerais, é de R$ 120,00, o lucro líquido é de R$ 80,00. Isso resulta em uma margem líquida de 40%.

Margem líquida = 80 / 200 x 100% = 40%

Quando usar a margem bruta?

A margem bruta é importante para entender a eficiência da produção da sua empresa.

Ela mostra o impacto dos custos diretos, como material e mão de obra, nos preços dos produtos que você vende.

É especialmente útil para negócios que estão tentando melhorar os processos de produção ou estudar qual o melhor fornecedor para suas mercadorias.

E a margem líquida?

Agora, a margem líquida ajuda o empreendedor a ter uma ideia completa da situação financeira do empreendimento.

Essa margem apresenta o lucro que realmente fica após pagar tudo: desde os custos de produção até as despesas do dia a dia.

Ela é importante para empresas que têm muitos tipos de gastos diferentes e precisam entender como todos eles afetam o lucro final.

Pessoa realizando cálculos na calculadora do celular

Como calcular a margem de lucro sem complicações?

Segundo informações do Sebrae (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas), as margens de lucro médias variam por setor:

  • Indústria: entre 6% a 8%
  • Atacadista: entre 4% a 6%
  • Lojas e comércio: entre 10% a 15%
  • Serviços: aproximadamente 20%

Para fazer o cálculo da margem de lucro sem dor de cabeça existe uma fórmula bem simples:

Margem de lucro = lucro bruto / receita total x 100%

Vamos agora aplicar essa fórmula no dia a dia, usando como exemplo uma loja de roupas. 

Imaginando que a receita total de vendas em um mês seja R$ 30.000,00 e os custos associados (compra de roupas, operação da loja) sejam R$ 25.500,00. Fazendo a subtração de um pelo outro, chegamos ao valor de R$ 4.500,00, que representa o lucro bruto desse negócio.

Margem de lucro = 4.500 / 30.000 x 100% = 15%

Isso significa que 15% da receita total é efetivamente lucro da loja e está dentro da margem de lucro média recomendada para o setor.

Calculadora de margem de lucro

Para te dar uma mãozinha, desenvolvemos uma calculadora de margem de lucro gratuita.

Insira os valores conforme solicitado e deixe o cálculo com a gente!

Dicas simples para aumentar a margem de lucro

Agora que você já entendeu o que é e como calcular a margem de lucro, está na hora de aprender algumas dicas para aumentar a sua e ter mais dinheiro no bolso no fim do mês.

Organização financeira

Manter as finanças da sua empresa organizadas ajuda a entender possíveis gastos que podem ser cortados, aumentando a lucratividade.

Confira o  artigo que preparamos explicando como fazer o planejamento financeiro do seu negócio.

Aumento do ticket médio dos clientes

O ticket médio é o valor médio que cada cliente gasta ao comprar em sua loja ou adquirir seus serviços.

Se você vender mais produtos em uma única compra, como através de promoções ou oferecendo frete grátis para compras acima de um certo valor, seus clientes vão gastar mais e, consequentemente, você terá mais lucro.

Gestão eficiente de fornecedores

Negocie melhores condições de preços e prazos com fornecedores para reduzir custos.

Buscar por novos fornecedores também é uma saída. Você pode fazer pesquisas na internet, em redes sociais ou até mesmo conversar com colegas que atuam no mesmo setor que você.

Precificação correta

Precificar os produtos e serviços envolve um equilíbrio entre atrair clientes com preços justos e ainda garantir lucros.

Para isso, calcule as despesas fixas e variáveis, incluindo os impostos. Identifique o custo de produção ou aquisição por unidade, considerando a matéria-prima e outros custos diretos.

Veja o artigo publicado no site do Sebrae com 5 passos para precificar corretamente um produto.

O que fazer se o caixa da empresa estiver com problemas?

Quando a empresa está passando por apertos financeiros, existem algumas ações que podem melhorar a situação.

Primeiro, é preciso conferir todas as despesas para ver o que pode ser cortado ou reduzido. Isso significa que você precisa verificar tudo o que o negócio gasta e tentar economizar onde conseguir. Em seguida, é importante organizar as dívidas, se houver, e pagar primeiro as mais urgentes. 

Também é uma boa ideia conversar com quem você deve, para tentar melhores condições de pagamento, e aproveitar programas governamentais e/ou saldões de renegociação de dívidas.

Outro passo é sempre ficar de olho no dinheiro que entra e sai da empresa, o chamado fluxo de caixa. Isso permite que você entenda como as coisas estão indo financeiramente e assim fazer planos para o futuro.

Por último, antes de pensar em pegar empréstimos, uma opção pode ser receber dinheiro de vendas a prazo mais cedo, o que é conhecido como antecipação de recebíveis. Vale a pena checar com bancos ou instituições financeiras para ver se essa alternativa é viável para o momento que você está passando. 

Agora que você sabe como calcular e aplicar a margem de lucro, é hora de pôr em prática. 

No blog do novücard, tem uma sessão inteira cheia de dicas para você cuidar das finanças do seu negócio