Cartão de crédito novucard

Quer saber quanto guardar do salário? Esse guia vai te ajudar!

Quer saber quanto guardar do salário? Esse guia vai te ajudar!

Economizar parte do seu salário é essencial para evitar problemas financeiros no futuro.

Você já parou para pensar no quão importante é se preparar financeiramente para o futuro? Acredite, guardar uma parte do seu salário é um dos hábitos mais benéficos que você pode (e deve) desenvolver!

A tarefa de organizar as finanças pode parecer intimidadora, especialmente com tantos cálculos e números envolvidos. No entanto, desvendar essa fórmula e descobrir o quanto economizar do seu salário mensalmente pode ser muito mais simples do que imagina.

E o melhor de tudo: você já tem tudo o que precisa para começar!

Neste artigo, iremos focar justamente em salários e ganhos financeiros mensais, mostrando como e quanto você deve guardar a cada mês. Ao final da leitura, temos certeza de que você se sentirá confiante para dar os primeiros passos no seu planejamento financeiro.

Por que é importante economizar parte do salário?

Quem nunca conferiu o extrato bancário e pensou: “Eu preciso começar a economizar?”. Essa frase é frequentemente usada por milhões de brasileiros, geralmente de forma casual, antes de seguirem para outras tarefas. 

No entanto, já parou para refletir sobre a verdadeira importância de reservar parte do seu salário?

Indo direto ao ponto: guardar parte do dinheiro que você recebe todo mês pode evitar que problemas financeiros apareçam e te surpreendam. 

O conceito de finanças e planejamento financeiro pode parecer complicado à primeira vista, especialmente para aqueles que não têm o hábito de pesquisar sobre o assunto. No entanto, ao criar uma rotina financeira saudável e comprometer-se a seguir uma estratégia mês a mês, você reduz significativamente as chances de enfrentar problemas financeiros e evita o endividamento.

Seguindo esse caminho, você estará construindo uma trajetória mais segura e tranquila em relação às suas finanças pessoais. Lembre-se de que o seu futuro financeiro começa a ser construído no presente.

Quais são as melhores fórmulas para guardar dinheiro?

Segundo pesquisa do SPC Brasil (Serviço de Proteção ao Crédito) e CNDL (Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas), 18% dos brasileiros entrevistados costumam guardar dinheiro em casa.

No entanto, estudos apontam que essa não é a melhor forma de poupar. Ao manter seu dinheiro em casa, você não obtém nenhum rendimento sobre ele, o que pode resultar na perda do poder de compra em momentos de inflação.

Uma alternativa mais eficaz e segura é o cofrinhü do novücard. Todas as suas reservas no cofrinhü rendem 100% do CDI, o que significa que o seu dinheiro estará trabalhando para você, gerando um retorno positivo ao longo do tempo.

Para entender melhor a lógica de guardar dinheiro e estabelecer a quantia ideal para guardar no cofrinhü, podemos considerar um exemplo aplicando a regra 50-30-20, na qual 50% do salário mensal é destinado aos gastos fixos, 30% aos gastos variáveis e 20% para poupar. 

Supondo um salário líquido fictício de R$ 2.000, seguiríamos a seguinte divisão:

  • R$1.000 para gastos fixos;
  • R$600 para gastos variáveis;
  • R$400 para poupar no cofrinhü.

Outras alternativas utilizadas são: a regra 50-15-35, na qual 50% do salário é destinado aos gastos fixos, 15% aos gastos variáveis e 35% que você pode guardar no cofrinhü; e a regra dos 10%, que consiste em guardar 10% do salário mensal.

Independentemente da estratégia escolhida, o essencial é ter clareza sobre as metas financeiras e manter a disciplina para alcançá-las. 

Além disso, concentrar suas reservas no cofrinhü é ideal para evitar a perda de poder de compra. Escolher opções que façam seu dinheiro render é fundamental para fazer seu patrimônio crescer de forma segura.

Passo a passo para começar a guardar dinheiro mensalmente

A jornada para uma saúde financeira sólida é individual e pode levar tempo, mas com perseverança e disciplina, é possível conquistar um futuro financeiramente estável. 

Comece a garantir sua segurança financeira ainda hoje! Confira os passos abaixo e aprenda a calcular o quanto guardar do seu salário mensal:

Mão feminina segura moeda

1. Calcule seu ganho líquido mensal

Para começar, encontre o valor real do seu trabalho. Reúna seus holerites, recibos de pagamento e notas fiscais e anote a quantia exata de cada entrada. Considere até mesmo os centavos, afinal, cada um deles faz diferença no final do mês.

Ao começar a registrar os dados, lembre-se de considerar os descontos da CLT, como INSS e Imposto de Renda. Se você é MEI ou trabalha de forma autônoma, atente-se aos seus gastos com tributos estaduais (ICMS) e para prestadores de serviço autônomos (ISS), além de quaisquer gastos extras relacionados ao seu trabalho. 

Além disso, não se esqueça dos ganhos vindos de rendas extras, como freelas e trabalho autônomo. Toda fonte de renda é relevante e deve ser considerada para um planejamento completo.

2. Avalie seu orçamento e despesas x seu salário

A ideia é simples: suas despesas devem sempre ser menores do que seus ganhos.

Apesar de nem sempre isso ser possível, é fundamental para evitar o endividamento e permitir que você se planeje para o futuro. Se, ao organizar suas finanças, você identificar que há mais saídas do que entradas, é sinal de que algo precisa ser ajustado. Nesse momento, dê um passo para trás e identifique onde estão os excessos e o que pode ser feito para reduzi-los.

Além de começar a guardar parte do seu salário, um planejamento de gastos pode ser um aliado para analisar esses dados de maneira mais simples. Uma das dicas iniciais é observar se você tem feito compras de forma consciente ou se adquire algo sem pensar muito, o que pode ser um sinal de falta de planejamento.

Dessa forma, você aumenta suas chances de estabilizar as finanças e começa a planejar um futuro mais seguro e tranquilo. Pequenas mudanças nos hábitos financeiros podem fazer uma grande diferença ao longo do tempo.

3. Defina metas e objetivos financeiros

Com informações suficientes sobre seu comportamento financeiro em mãos, é hora de estabelecer metas e objetivos realistas.

Ao estabelecer suas metas, é importante considerar a viabilidade de cumpri-las. Por exemplo, se você deseja fazer uma viagem com a família no final do ano, é aconselhável pesquisar todos os gastos envolvidos e estabelecer um valor a ser guardado mensalmente para alcançar esse objetivo.

Um bom controle financeiro é essencial nessa fase do planejamento. Ao anotar suas metas e objetivos em um papel ou planilha, você cria um lembrete visual do que deseja alcançar, tornando mais provável o sucesso na sua realização.

4. Programe transferências automáticas para seu cofrinhü do novücard

Lembra do melhor meio para concentrar suas economias, o cofrinhü? Quando você estiver dominando a teoria e se preparando para começar a reservar parte do seu salário, lembre-se de configurar transferências automáticas para ele.

Para cada R$1 depositado, seu limite aumenta em R$1 imediatamente e de forma automática, mesmo que você ainda não tenha crédito aprovado.

Além disso, o cofrinhü do novücard permite que você acompanhe o crescimento das suas reservas, visualize o limite do seu cartão de crédito em tempo real e faça resgates quando necessário.

Conclusão

Desvendar a fórmula para determinar quanto guardar do salário mensal é o primeiro passo para alcançar uma vida financeira mais saudável e equilibrada. 

Afinal, economizar parte do salário é essencial para garantir segurança financeira, evitar o endividamento e alcançar seus objetivos de forma mais consistente.

Ao adotar a disciplina de poupar regularmente e entender por que é importante fazê-lo, você estará construindo um futuro mais estável e repleto de oportunidades incríveis para investimentos e conquistas.

E aí, tudo pronto para começar?